quinta-feira, junho 14, 2007

Benditas são as mãos...



Mãos que não se Fecham

Benditas são as mãos que não se fecham
Que seguram o bebé para não chorar
Que ajudam o velhinho a caminhar
Que plantam flores para perfumar
Mãos humildes que estão sempre a ajudar.

Benditas são as mãos das mães
Sempre abertas para abençoar
Ensina ao filho como deve caminhar
Mãos macias para acariciar
Mãos fortes para energizar
Mãos que não deixam o filho fracassar.

Benditas são as mãos dos médicos
Que seguram o aparelho para consultar
Examinam o paciente e começa a medicar
Apertam a mão do doente e pede para confiar
E o paciente já começa a melhorar.

Benditas são as mãos das criancinhas
Mãos puras, inocentes, sempre abertas para amar,
Mãos pequeninas, para ajudar,
Porém, grandes na pureza para amar.
Mãos que pedem à mãe para abençoar
Rezam sua oração e vão logo descansar.

Benditas são as mãos do professor
Que seguram o giz e começa a ensinar
Ministra os conteúdos e ensina a pesquisar
Mostra o caminho para o aluno se educar,
O dever de cidadão, ele também vai ensinar.

Benditas são as mãos do agricultor
Que pegam a enxada e começam a plantar.
Mãos encaliçadas, porém, muito encorajadas
Mãos esperançosas, por sempre acreditar
Na colheita do roçado para a família alimentar.
Mãos abertas para sempre trabalhar.

Mas benditas são as mãos de Maria
Que nunca se fecham,
Para segurar todas essas mãos!!!


Francisca Cruz Macedo